• b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

17.12.2018

12.10.2018

13.07.2018

13.07.2018

13.07.2018

Please reload

SIGA

A caixinha da meia-noite

08.08.2017

 

As melhores amigas, Mirela e Madalena já velhinhas, mudaram-se para uma cidade pequena perto de um riacho, onde possuem uma linda horta de produtos naturais e uma pequena fábrica de artesanatos em madeiras. No ateliê, há várias caixinhas para acessórios, tintas, pincéis que se espalham sobre uma enorme mesa de madeira, onde elas também ensinam crianças e mães da região... Tudo voluntariamente. 

O quê ninguém sabe, é que algumas caixinhas são mágicas. Dentro delas há um portal para o mundo da imaginação que se abre e fecha sempre a 0h e  por apenas 1 minuto...  É possível ver o mundo de lá e até entrar nele. Mas e para voltar? Só na próxima 0h...  Se a tampa da caixinha estiver aberta!

Elas sempre foram muito rigorosas com os horários das suas aventuras... Mas um dia, Mirela muito cansada já pela idade, acabou adormecendo enquanto olhava dentro da caixinha mágica. A tampa ficou aberta e vocês já conseguem imaginar o que aconteceu?

Lá no mundo da imaginação, um pirata viu a porta do seu guarda-roupa brilhar. Ele a abriu e, de repente, estava  no ateliê. Liliane, uma camponesa, caminhava pela floresta colhendo frutas e conversando com os animais quando em viu em uma árvore, uma porta se abrir. Ela entrou e também apareceu no ateliê. Lá no céu Roberto estava voando com seu pequeno avião teco-teco quando viu uma enorme nuvem se iluminar com tons azuis e prateados. Ao atravessá-la, aterrizou no pátio de Mirela que acordou com o barulho. Ela foi correndo para o pátio, e logo viu Roberto com seu avião, o pirata e a camponesa em volta tentando entender também o que estava acontecendo.

- E agora, José? – se questionou abismada.

Eis que um  senhor ao seu lado, com uma enxada, apareceu..perguntou:

- Me chamou? –  disse Seu José.

Mirela foi correndo para o ateliê e viu a caixa aberta. Logo a fechou.  Seu coração estava saltando pela boca. Roberto chega no ateliê com os demais personagens.

- Licença, minha senhora, mas sabe nos informar onde estamos?

 

Segue..

Novidades em breve

 

P.S: 

 

Oi gente, estava descobrindo as ferramentas disponíveis no blog e parece que descobri uma de disparo de e-mails. Esse texto foi enviado para todos contatos do meu gmail. Ou seja, se você recebeu, não foi minha intenção., ok?

Mas o que pensar sobre isso?

Os personagens  ontem a noite invadiram o meu quarto e tive que me render a eles, escrevi, deixei aqui guardado para trabalhar mais depois.. No entanto,  eles anarquistas de primeira, junto com uma certa tecnologia se espalharam por aí tomando vida própria... A "caixinha" se abriu por descuido e cá estou eu me explicar..

Não sei ainda as cenas dos próximos capítulos... por enquanto vou tentar estabelecer a ordem aqui nesse site e descobrir que ferramenta foi essa de disparo..

 

Mas caso desejem receber futuras notificações de onde foram parar esses personagens ou outras criações dessa atrapalhadora autora... peço que se inscrevam  na página inicial desse site ou fan page:

 

www.melinaguterres.com 

 

www.facebook.com/jornartista

 

 

E já aproveito essa confusão para dizer

também que tenho um site de colaboração coletiva:

www.redesina.com.br

Quem tiver interesse em publicar

contos, crônicas, poesia, artigos de opinião

pode mandar para sinarede@gmail.com.

Que analisaremos e faremos contato.

 

Obrigada e desculpem o transtorno!

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

MELINA GUTERRES

Please reload